Cidade-Arquivo: imaginários e estéticas da modernidade em cidades sul-americanas

Enfatizando perspectivas ensaísticas, esse projeto explora as relações entre arquivos, imaginários e as experiências de modernidade urbana em cidades sul-americanas. O projeto compreende a noção de arquivo no seu sentido patrimonial/material e também enquanto prática cotidiana e forma de imaginação que seleciona e reinterpreta imaginários passados, presentes e futuros. Enfocando perspectivas teóricas e uma seleção de cidades, questionamos como o espaço público foi/é produzido na arte e mídia modernista/contemporânea; quais são os repertórios estéticos e políticos do espaço público urbano; quais foram/ são as modalidades de subjetividade que emergem na narrativa e cultura visual urbana. Dentro deste amplo enfoque abordamos três temas: as genealogias da rua na fotografia e literatura modernista e contemporânea; as estéticas e retóricas políticas sobre a multidão urbana na fotografia e na crônica dos anos 1940-50; as invenções do eu e dos outros em retratos de estúdio fotográfico dos anos 1920 a 1950.

Publicado por Beatriz Jaguaribe

Beatriz Jaguaribe

(ECO/UFRJ) Coordenadora Geral do Projeto

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *